#inovação #tubarões #ataques 
Cidade do Cabo - Cabo Ocidental - África do Sul

Cabo Repelente Eletrônico de Tubarão Será Testado

citizen.co.za

O Conselho de Tubarões de KwaZulu-Natal (KZNSB) irá começar a testar um cabo repelente eletrônico de tubarão no próximo mês, na tentativa de prevenir futuros ataques de tubarão.

"Se o sistema funcionar, ele irá manter os tubarões e banhistas a uma distância segura uns dos outros sem prejudicar seres humanos ou os tubarões", disse o CEO do Conselho Mthokozisi Radebe na segunda-feira. 

Os testes serão realizados na praia de Glencairn na Cidade do Cabo. Radebe falou que o cabo emitirá um sinal eletrônico pulsado em  baixa frequência, que é conhecido por repelir tubarões brancos.

"Se for bem sucedido, ele irá fornecer a base para desenvolver um sistema de barreiras que poderá proteger os banhistas, sem agredir ou matar tubarões ou quaisquer outros animais marinhos. 

"É importante notar que esta é uma experiência, e neste momento [durante o teste] o cabo não oferece nenhuma proteção contra ataques de tubarões a banhistas ou outros usuários da água."  O conselho tinha recebido uma autorização do departamento de assuntos ambientais para testar o cabo longo de 100m, e seria instalado paralelamente à costa, no início de outubro. Ele será ativado em determinados dias, durante o dia, a partir de novembro até março do próximo ano. 

"O KZNSB tem investigando o uso de novas tecnologias para fornecer alternativas para o seu programa atual de redes de tubarão e boiões implantados ao longo da costa de KwaZulu-Natal", disse Radebe. 

"A organização tem o dever legal tanto de proteger os banhistas contra ataques de tubarões na província quanto de minimizar o impacto ambiental de suas operações."O cabo seria monitorado durante o período de testes. 

"Isso será feito por meio de uma câmera de vídeo na praia e por observadores de tubarão, que irão acompanhar os movimentos de todos os tubarões avistados perto do cabo", disse Radebe. 

"O vídeo e os registros mantidos pelos observadores de tubarões serão analisados ​​por cientistas do KZNSB para ver como o sinal emitido pelo cabo afetará os tubarões brancos." 

Em 2012, o Instituto de Tecnologia do Mar (IMT) na cidade de Simon, foi contratado para projetar e construir um cabo de testes. A equipe de engenharia e técnica primeiro construíu um cabo curto que foi testado para as intempéries do mar.  Depois uma avaliação médica mostrou que o pulso eletrônico emitido estava dentro dos limites "conservativos" de segurança, um cabo de testes mais longo foi construído. 

"O sistema está agora pronto para ser testado em água aberta", disse Radebe. O teste experimental será patrocinado pelo departamento, pela SA National Parks, pela Cidade do Cabo e pelos SharkSpotters.

De acordo com o IMT, o sistema é composto por um cabo principal fixo ao fundo do mar, com peças verticais chamadas de "ascendentes" que suportam os eletrodos montados em ambos os lados do cabo. Os ascendentes semi-rígidos são mantidos em posição vertical por pequenas bóias. 

Radebe disse que o teste não afetaria atividades recreativas na praia.

Traduzido do site The Citizen

Comentários

Galerias | Mais Galerias