#wqs #competições #surf #4 estrelas 
Itacaré - Bahia - Brasil

Campeões do Mahalo Surf Eco Festival se destacam em Itacaré na Bahia

João Carvalho

As grandes estrelas do Skol apresenta Mahalo Surf Eco Festival se destacaram na quinta-feira de boas ondas de 2-3 pés na Praia da Tiririca, em Itacaré, no litoral sul da Bahia

Os principais cabeças de chave da penúltima etapa do ASP World 4-Star 2013 estrearam com grandes apresentações, principalmente dois surfistas que venceram as últimas edições do Surf Eco Festival em Salvador. O baiano Bino Lopes, campeão em 2011, ganhou a maior nota – 8,77 – na melhor onda do dia e o capixaba Krystian Kymerson fez o maior placar – 15,17 pontos – da quinta-feira na Bahia. A disputa pelo prêmio de 15 mil dólares da vitória prossegue na sexta-feira com as oitavas de final e o campeão será conhecido no sábado em Itacaré.

“Graças a Deus deu tudo certo, mas tenho que confessar que fiquei bastante tenso pelo fato de estar em casa, com minha família, então queria fazer uma boa apresentação pra eles e estou feliz por ter conseguido achar boas ondas e surfado bem pra vencer a bateria”, disse Bino Lopes, um dos atletas da equipe Mahalo, marca de surfwear baiana que está estreando como patrocinadora do Surf Eco Festival este ano. “Eu achei uma onda muito boa na bateria, a direita abriu e consegui acertar uma série de três manobras com bastante pressão para fazer um high-score (nota alta) que me deu uma certa tranquilidade na bateria”.

"Meu real foco é o Circuito Mundial, mas quis correr o Baiano porque é o circuito do meu estado e também pra treinar para esta etapa que é 4 estrelas e importante para ganhar posições no ranking da ASP”, falou Bino Lopes. “Eu obtive um bom resultado no Baiano, venci o campeonato, então agora meu foco é total neste evento. Espero que dê tudo certo e eu continue nessa mesma pegada nas próximas baterias”.Bino Lopes chegou antes em Itacaré e ganhou a etapa do Circuito Baiano disputada no fim de semana passado nas mesmas ondas da Praia da Tiririca. A vitória foi confirmada com uma nota 10 em um tubo incrível que ele surfou na grande final do último domingo. Na quinta-feira, sua melhor apresentação foi finalizada com um aéreo reverse de frontside na onda que valeu nota 8,77, recorde do dia, contra o cearense Michel Roque, o paulista Marcos Correa e o catarinense Matheus Navarro.

O defensor do título no Mahalo Surf Eco Festival estreou três baterias antes do baiano Bino Lopes e acertou os aéreos para registrar o maior placar da quinta-feira, 15,17 pontos de 20 possíveis, nas ondas da Praia da Tiririca. Com uma grande apresentação, o capixaba Krystian Kymerson superou três surfistas bem mais experientes, com o cearense Dunga Neto ganhando a briga pela segunda vaga do bicampeão brasileiro Leonardo Neves e de um dos atletas da Equipe Mahalo, o baiano Bruno Galini.

“Estou muito feliz por ter achado boas ondas na bateria, que foi bem disputada contra três surfistas muito experientes, o Dunga Neto, Léo Neves e Bruno Galini, mas consegui acertar meus aéreos pra me classificar em primeiro para a próxima fase”, disse Krystian Kymerson. “Treinei bastante para este campeonato e a meta é fazer mais uma final para tentar conquistar outro título”.

“Eu estava um pouco nervoso no início da bateria, mas depois fiquei tranquilo, estou no quintal da minha casa, na praia que aprendi a surfar, com toda torcida a favor ajudando bastante e estou feliz por ter conseguido a classificação”, disse Alandreson Martins, único surfista de Itacaré que se classificou na quinta-feira. “Estou meio machucado, mas vou dar o meu melhor e Deus sabe o que faz”.LOCAL DE ITACARÉ – Já o surfista que ganhou mais apoio da torcida que compareceu na quinta-feira foi o local de Itacaré, Alandreson Martins, que atualmente mora no Rio de Janeiro. Ele estreou junto com o cabeça de chave número 1 do Mahalo Surf Eco Festival, o paranaense Peterson Crisanto, com ambos se classificando para as oitavas de final que vão abrir a sexta-feira na Praia da Tiririca. Peterson confirmou o favoritismo e Alandreson passou em segundo lugar.

ESTRANGEIROS – Um total de doze surfistas de outros países participou da rodada de estreia dos principais cabeças de chave do Mahalo Surf Eco Festival na quinta-feira e apenas quatro se classificaram. A primeira vitória estrangeira do dia foi conquistada pelo sul-africano Dylan Lightfoot. Antes, o venezuelano Francisco Bellorin tinha conseguido a primeira classificação, superando o outro surfista local de Itacaré, Iago Silva, no confronto vencido pelo potiguar Alan Jhones. Já o sul-africano competiu junto com o francês Tom Cloarec, que acabou eliminado pelo paulista Deivid Silva na batalha pela segunda vaga da bateria para as oitavas de final.

“Eu venho de Jeffreys Bay (África do Sul), que é uma onda totalmente diferente daqui, mas já fiz alguns treinos nos outros dias para me adaptar nessas condições de mar, com vento”, contou Dylan Lightfoot. “Estou feliz porque consegui achar boas ondas na bateria para mostrar o meu surfe e conseguir a vitória na bateria. Mas não foi fácil, porque os outros surfistas também surfam bem e os brasileiros principalmente, que conhecem bem esse tipo de mar”.

OUTROS DESTAQUES – Outros destaques da quinta-feira sem chuvas em Itacaré foram a volta do cearense Heitor Alves às competições e o confronto que reuniu três campeões brasileiros para brigar por duas vagas para as oitavas de final do Mahalo Surf Eco Festival. Top do WCT até o ano passado, Heitor Alves estava com uma contusão no ombro direito que o tirou de várias etapas. Mas, o recomeço foi com vitória sobre os jovens paulistas Gabriel André e Thiago Guimarães, que foi eliminado junto com Noe Mar McGonagle, da Costa Rica.

“Graças a Deus de volta ao mar. Eu estava lesionado, voltando agora aqui na Bahia a competir e feliz por ter vencido minha primeira bateria depois da contusão”, falou Heitor Alves. “Passei quase dois meses parado e quero voltar ao rip de competição, mas confesso que cansei na bateria. Tinha um pouco de correnteza, mas consegui me posicionar no pico das direitas e pegar uma boa onda pra liderar praticamente toda a bateria. Agora é concentrar nas próximas para tentar avançar ao máximo no evento”.

No confronto dos campeões brasileiros, quem liderou praticamente de ponta a ponta foi o bicampeão Renato Galvão, de Ubatuba, no litoral norte de São Paulo. Na briga pela segunda vaga, outro que também têm dois títulos brasileiros no currículo, o cearense Messias Felix, levou a melhor sobre o paranaense Jihad Khodr, que foi barrado junto com o capixaba Rafael Teixeira.

Também teve uma outra bateria que chamou a atenção por ter sido a única formada por surfistas de quatro países. Na batalha pelas duas vagas para as oitavas de final, o norte-americano Kanoa Igarashi passou em primeiro lugar e o único representante da Indonésia na Bahia, Oney Anwar, em segundo. Os dois despacharam o sul-africano Michael February e o brasileiro Raphael Seixas, da Paraíba.

O Mahalo Surf Eco Festival é realizado pela Dendê Produções com apresentação da Skol e patrocínio da Mahalo, Petrobras, Bahiatursa e Prefeitura Municipal de Itacaré, além do apoio da Backdoor, Instituto de Turismo de Itacaré, Federação Baiana de Surf e Associação de Surf de Itacaré. O evento é homologado pela ASP South America como uma etapa do ASP World 4-Star com premiação de 95 mil dólares valendo 1.000 pontos para o ASP World Ranking e será transmitido ao vivo pela internet no www.surfecofestival.com.br

Previsão Itacaré

OITAVAS DE FINAL DO SKOL APRESENTA MAHALO SURF ECO FESTIVAL:

1.a: Jean da Silva (BRA-SC), Ian Gouveia (BRA-PE), Victor Ribas (BRA-RJ), Leandro Bastos (BRA-RJ)

2.a: Hizunomê Bettero (BRA-SP), Michael Rodrigues (BRA-CE), Artur Silva (BRA-CE), Luel Felipe (BRA-PE)

3.a: Heitor Alves (BRA-CE), Alan Jhones (BRA-RN), Deivid Silva (BRA-SP), Alandreson Martins (BRA-BA)

4.a: Peterson Crisanto (BRA-PR), Dylan Lightfoot (AFR), Francisco Bellorin (VNZ), Gabriel André (BRA-SP)

5.a: Messias Felix (BRA-CE), Krystian Kymerson (BRA-ES), Halley Batista (BRA-PE), Michel Roque (BRA-CE)

6.a: Bino Lopes (BRA-BA), Renato Galvão (BRA-SP), Dunga Neto (BRA-CE), Gabriel Farias (BRA-PE)

7.a: Alex Ribeiro (BRA-SP), Kanoa Igarashi (EUA), Jano Belo (BRA-PB), Rudá Carvalho (BRA-BA)

8.a: Oney Anwar (IDN), Cainã Barletta (BRA-SC), Ulisses Meira (BRA-PB), Victor Bernardo (BRA-SP)

TERCEIRA FASE – Cabeças de chave – 3.o=33.o lugar (US$ 800 e 178 pts) / 4.o=49.o lugar ($ 700 e 100 pts):

1.a: 1-Jean da Silva (BRA-SC), 2-Michael Rodrigues (BRA-CE), 3-Thiago Bianchini (BRA-SC), 4-Lucas Silveira (BRA-RJ)

2.a: 1-Ian Gouveia (BRA-PE), 2-Artur Silva (BRA-CE), 3-Italo Ferreira (BRA-RN), 4-Flavio Nakagima (BRA-SP)

3.a: 1-Luel Felipe (BRA-PE), 2-Victor Ribas (BRA-RJ), 3-Sidney Guimarães (BRA-SP), 4-Daniel Silva (BRA-SE)

4.a: 1-Hizunomê Bettero (BRA-SP), 2-Leandro Bastos (BRA-RJ), 3-Wesley Santos (BRA-SP), 4-Lucas Santamaria (ARG)

5.a: 1-Heitor Alves (BRA-CE), 2-Gabriel André (BRA-SP), 3-Thiago Guimarães (BRA-SP), 4-Noe Mar McGonagle (CRI)

6.a: 1-Alan Jhones (BRA-RN), 2-Francisco Bellorin (VNZ), 3-Iago Silva (BRA-BA), w.o-Santiago Muniz (ARG)

7.a: 1-Dylan Lighfoot (AFR), 2-Deivid Silva (BRA-SP), 3-Tom Cloarec (FRA), 4-Itim Silva (BRA-CE)

8.a: 1-Peterson Crisanto (BRA-PR), 2-Alandreson Martins (BRA-BA), 3-José Francisco (BRA-BA), 4-Yuri Gonçalves (BRA-SC)

9.a: 1-Krystian Kymerson (BRA-ES), 2-Dunga Neto (BRA-CE), 3-Bruno Galini (BRA-BA), 4-Leonardo Neves (BRA-RJ)

10: 1-Halley Batista (BRA-PE), 2-Gabriel Farias (BRA-PE), 3-Cauê Wood (BRA-SC), 4-Leandro Usuña (ARG)

11: 1-Renato Galvão (BRA-SP), 2-Messias Felix (BRA-CE), 3-Jihad Khodr (BRA-PR), 4-Rafael Teixeira (BRA-ES)

12: 1-Bino Lopes (BRA-BA), 2-Michel Roque (BRA-CE), 3-Marcos Correa (BRA-SP), 4-Matheus Navarro (BRA-SC)

13: 1-Alex Ribeiro (BRA-SP), 2-Ulisses Meira (BRA-PB), 3-João Abreu (BRA-SC), 4-Hiroto Arai (JAP)

14: 1-Kanoa Igarashi (EUA), 2-Oney Anwar (IDN), 3-Michael February (AFR), 4-Raphael Seixas (BRA-PB)

15: 1-Cainã Barletta (BRA-SC), 2-Jano Belo (BRA-PB), 3-David Van Zyl (AFR), 4-Alan Donato (BRA-PE)

16: 1-Victor Bernardo (BRA-SP), 2-Rudá Carvalho (BRA-BA), 3-Marco Fernandez (BRA-BA), 4-Marcelo Rodriguez (ARG)

Comentários

Galerias | Mais Galerias