#yoga #saúde #treinamento 

Como o Surf e a Ioga Podem Mudar a sua Vida

Jose David Flores Aguirre

Eu percebi que seria apropriado compartilhar as lições que eu aprendi tanto na prancha quanto na esteira. Afinal de contas, estamos todos aqui para aprender e experimentar a clareza, a alegria, a paz e o amor.

Nós todos conhecemos os filmes incríveis, as fotos e a fama deste esporte super-maneiro. Podendo se tornar um modo de vida, ou até mesmo uma busca religiosa, tudo pela onda perfeita ou o tubo mais profundo. É algo admirável por nós seres humanos medianos que não pegam as ondas de 60 pés de Jaws ou Mavericks. 

Meu sonho de infância era se casar com uma menina surfista e viver benbendo cocos na praia durante todo o dia, deitado em uma rede e tocando ukulele. Por outro lado, durante os meus anos rebeldes da adolescência, lembro-me de tirar sarro do meu pai por ele ir à aula de ioga e fazer um monte de poses bobas. 

Eu nunca imaginei como uma combinação das duas disciplinas poderia agitar a minha vida em uma incrível virada de eventos que mostraria o meu verdadeiro caminho: 

Entrega

1. Entrega

Se você vacar ao remar numa onda, ou no final dela, você ficará esfarrapado, jogado e chicoteando dentro de uma chaleira natural. Não importa se estiver surfando ou não - a vida pode ser da mesma maneira. 

Por exemplo, eu costumava ficar irritado e frustrado quando minha pontuação em um teste vinha menor do que eu esperava. A ioga me ensinou a relaxar, relaxar e deixar passar. A verdadeira rendição não significa desistir ou parar, tem a haver com escolher conservar a sua energia e encontrar a paz no caos. 

Como Bob Marley diz: "algumas pessoas sentem a chuva, outros apenas se molham." Mesmo que você se sinta como se a vida estivesse jogando tempestades em você, feche os olhos, olhe para cima e para dentro, e sinta cada gota. 

Paciência

2. Paciência

As ondas não estão constantemente vindo para a costa nos picos crowdeados, podem passar horas até que você seja capaz de pegar alguma coisa. 

Sentado em uma prancha balançando para cima e para baixo, olhando para o vasto oceano na frente de você, não há melhor lugar para limpar a mente e praticar a paciência, porque isso necessita de prática. Em cidades populosas, como Nova Iorque ou Hong Kong, há filas para tudo. Nós perdemos o nosso tempo apenas esperando que as coisas aconteçam. 

Em vez disso, opte por cultivar o hábito de ser grato pela onda que está vindo em sua direção, e, talvez, aproveite a oportunidade para a prática de pranayama, repita um mantra ou apenas saia fora. Grandes recompensas vêm para aqueles que podem esperar, mas maior é a recompensa de quem é capaz de esperar pacientemente. 

Coragem

3. Coragem

Lembro-me de minha primeira onda. O sol estava se pondo sobre a praia de Cerritos e era só eu e um velho cara local todo tatuado e bronzeado. Ele me disse para remar para uma onda que me assustava muito. É pelo medo que você sente da enorme parede da onda, que começa a subir acima e atrás de você que você reune a coragem para alimentar a sua força de vontade para ir nela. 

Então, quando você sente medo quando se candidata a um novo emprego, tem uma conversa difícil ou tenta algo novo, lembre-se que você pode transmutar esse sentimento para alimentar sua determinação e ir em frente. Você ficará surpreso com o que você pode realizar. Drope a onda!

amor próprio

4. Amor Próprio

Antes da ioga entrar na minha vida, eu costumava ter toda este tipo de pensamento negativo depois de uma sessão de surf ruim, notas ruins, maus relacionamentos, qualquer coisa que não acontecia do jeito que eu queria. Então, fiz uma pausa por um ano inteiro e abracei práticas de brahmacharya enquanto procurava coisas positivas para fazer e dizer para mim mesmo depois de fazê-las. 

Eu encontrei amparo e de alguma forma aprendi a me amar, abraçando e amando a solidão. Se você é solteiro ou está em um relacionamento, tentar se dar algum tempo. Dê uma pausa de encontros, escreva cartas de amor para si mesmo e repita afirmações de amor na frente de um espelho. Isso faz a diferença; afinal de contas, tudo o que precisamos é de amor próprio - tome o exemplo da surfista de alma Bethany Hamilton, que só tem um braço. 

balanço

5. Balanço

Eu tenho um equipamento para treinar o equilíbrio chamado de Indoboard, que fortalece os músculos e melhora a coordenação, mas não é esse o equilíbrio que eu estou falando. Eu ainda sou jovem e ainda não estou pronto para escapar completamente do estilo de vida sedutor da sociedade ocidental de festas, uso de drogas e rebeldia o quanto se pode, mas eu encontrei um sentido de equilíbrio, fazendo coisas pensadas em vez de apenas "ir com a galera". 

O balanço veio de incorporar hábitos mais saudáveis ​​e ter tempo todos os dias para um pouco de ioga e meditação. Pode ser brega, mas Albert Einstein estava certo quando disse: "A vida é como andar de bicicleta. Para manter o equilíbrio, você deve continuar se movendo."

fluidez

6. Fluidez

Eu amo analogias filosóficas que se relacionam com a água, os rios e os oceanos. Ao estudar biologia marinha, eu aprendi que os processos biológicos estão constantemente mudando e fluindo em padrões observáveis. Eu comecei a experimentar o mesmo fluxo no surfe e na prática de ioga. Quando eu parei de resistir e deixei fluir, a vida enviou as pessoas certas, situações e oportunidades que me levaram a me tornar um professor de ioga, reconectar com a natureza e me tornar um escritor. 

Se você está se sentindo preso ou restrito, feche os olhos, respire profundamente e olhe para dentro. Você vai finalmente perceber que seus chamados "obstáculos" são meras pedras no leito do rio. Você não precisa bater a sua cabeça contra elas.

Se você é um surfista e não fez um monte de ioga, definitivamente, recomendo investir algum tempo, dinheiro e energia nela. A recompensa totalmente vale a pena. 

Se você é um iogi e nunca tentou surfar, planeje as suas próximas férias ou um retiro de ioga em um lugar que você pode ter aulas, ou tentar um pouco de ioga SUP se você vive perto de um lago. E, para terminar com um grand finale, lembre-se que os pensamentos, sentimentos, emoções e situações são como ondas. Alguns vêm das tempestades emocionais rebuscadas de seu passado, e outras são criadas pelos ventos de curto alcance do dia a dia; Como Jon Kabat-Zinn colocou: "Você não pode parar as ondas, mas você pode aprender a surfá-las."

Artigo traduzido do site The Inertia, originalmente publicado no Elephant Yoga

Comentários

Galerias | Mais Galerias