#comportamento #saúde 
Mundo

Dando Graças

Tim Hamby - theInertia

Nós surfistas estamos tão à mercê da mãe natureza, tanto que somos forçados a gastar uma grande parte de nossas vidas planejando como liberar os nossos horários para pegar boas ondas.

Quando se trata de surf, eu não acho que há muitos sentimentos piores do que perder um bom swell. Como resultado, a menos que seja uma viagem de surf, de outra forma tipicamente viajamos com um bom grau de ansiedade, esperando que nossas viagens não coincidam com os swells significativos. Ou mesmo ... qualquer swell.

Dito isto, há uma viagem que eu faço todos os anos durante a parte principal da temporada de ondas de nordeste da Flórida que eu absolutamente não trocaria por nada, viajar até Hartsville, Carolina do Sul (população 7764 habitantes), para passar o feriado com a família da minha esposa. Esta é uma das minhas tradições anuais de férias favoritas - quando eu arrumo as malas, pego a estrada e penetro tão longe no país agrícola que meu celular é inútil.

Eu não poderia receber um cupom do "Black Friday" mesmo se eu quisesse. E se eu realmente eu quisesse ir às compras (HA!), eu teria que viajar incontáveis ​​quilômetros só para tentar encontrar uma loja. Para alguém cuja carreira tem girado tão fortemente em torno do marketing e comunicação digital on-line, eu devo admitir que eu sempre achei muito fácil apenas "desligar" em um dos dias de compras mais movimentados do ano.

Pelo contrário, eu gosto desta oportunidade rara e especial na casa da avó da minha esposa (Nana) na fazenda de 70 anos, tentando encaixar 20 membros da família que vão desde as idades de 1 ano a 93 anos em uma casa com 3 quartos, humilde, e, finalmente, em torno de um mesa de cozinha interiorana para uma refeição de Ação de Graças, onde ficamos perto de quem amamos.

Apesar de pisos que rangem, camas de hóspedes que afundam cerca de 15 cm no centro e todos os desafios de uma casa atingida pela carga de acomodar cinco vezes o número de pessoas a mais do que ela foi projetada, eu continuo a achar que não me conforta mais que as mais modernas conveniências poderiam me proporcionar.

E eu sou muito grato ...

Grato ao saber que uma mistura de mel, limão e uísque pode vencer um resfriado mais rápido e mais eficazmente do que qualquer medicação cara jamais poderia.

Grato por testemunhar a minha filha Kendall, de 12 anos, atrás do volante de um caminhão para a sua primeira experiência de condução, em uma volta ao redor dos campos de milho com seu avô.

Grato por saber que a minha filha Kaelyn, de 9 anos, que parece crescer mais alto e mais independente a cada hora que passa, ainda não é muito grande para não encontrar refúgio no colo de seu pai.

Grato a sentar em silêncio e apenas admirar como verdadeiramente belas a minha esposa e filhas são, tanto por dentro como por fora.

E o surf é a coisa mais distante da minha mente ...

Que sorte eu tenho?

Curiosamente, os pesquisadores dizem que há enormes benefícios resultantes de viver com uma "atitude de gratidão", Não apenas benefícios espirituais, mas os físicos e emocionais. Na verdade, eles dizem que foi cientificamente provado que as pessoas que vivem com um "espírito de gratidão" vivem mais tempo, e desfrutam de melhor bem-estar geral.

Como a maioria das pessoas, eu tive um monte de altos e baixos na minha vida, um monte de vezes em que eu pudesse descer sobre mim, me perder na auto-piedade e perguntar: "Por que eu?" Mas eu entendo que tudo no este mundo é relativo. Alguém sempre vai ter o melhor. Alguém sempre vai ter o pior. Então, eu nunca questiono as minhas circunstâncias, ou porque eu não tenho esse dom ou essa bênção. Eu apenas me concentro nas coisas que tenho e tento me lembrar de agradecer a Deus por cada um deles, todos os dias.

Na confusão do "Black Friday", que tantas vezes parece caracterizar a existência da rotina, agradeço a Deus, especialmente por aquelas ocasiões muito raras em que se desnuda as extravagâncias superficiais do nosso cotidiano e nos permite focar nos reais presentes que estão bem ao nosso lado. Mesmo quando as ondas estão perfeitas e estamos bem longe de um oceano.

Traduzido do original no site The Inertia

Links Relacionados:

reportagem The Inertia

Comentários

Galerias | Mais Galerias