#associações #encontros 
Amapá - Brasil

Encontro apresenta projeto Surfe na Pororoca

Cristiane Mareco/Secom

O objetivo do encontro foi conseguir, através da apresentação, apoio do Governo do Amapá para a realização do evento, no período de 18 a 23 de abril, no município de Cutias do Araguari.

A Associação Brasileira de Surfe na Pororoca (Abraspo) reuniu na tarde desta quinta-feira, 1º, com representantes das secretarias de Estado da Comunicação (Secom), do Turismo (Setur), do Desporto e Lazer (Sedel) e Federação Amapaense de Surfe na Pororoca para apresentar o projeto Pororoca 2012, o evento mais radical da Amazônia.

O projeto reúne um conjunto de eventos e ações que têm o objetivo de gerar a promoção do esporte, conscientizando a população quanto à importância da preservação da natureza e o desenvolvimento turístico, principalmente nas comunidades do interior onde o certame acontecerá.

Durante a apresentação também foram discutidos pontos crucias para a realização, como quais modalidades serão competidas, qual a participação dos atletas amapaenses, os benefícios para o Estado, a divulgação na mídia, organização, estrutura, valores orçamentários, entre outros.

O presidente da Abraspo, Noeli Sobrinho, explicou que a primeira experiência do surfe na pororoca ocorreu em 1997. Nesse período, as ondas eram utilizadas somente para o surfe, em 1999 foi criada a Abraspo, lançando o primeiro campeonato e inserindo novas competições. A partir daí o fenômeno da pororoca tornou-se sinônimo de aventura em esportes radicais no Brasil.

O secretário de Desporto e Lazer, José Luiz Pingarilho, concluiu que o projeto é extremamente importante para o Estado e que os amapaenses podem participar e competir.

A secretária de Turismo, Helena Colares, explicou que o evento é muito importante para a economia do Estado, o surfe na pororoca é reconhecido, mas para que decisões sejam tomadas algumas modificações têm de ser feitas no projeto.

Após algumas observações, foi decidido que os representantes da Abraspo reformulassem a propostas através de um novo projeto para ser encaminhado ao governador Camilo Capiberibe para análise e decisão.

Comentários

Galerias | Mais Galerias