#competições #eventos #estadual #associações #profissional #surf #notícias #nova geração #surf adaptado 
Fortaleza - Ceará - Brasil

MARESIA Ondas do Futuro rolou nesse fim de semana, confira

George Noronha

Profissionais fazem o dever de casa e Surfe Adaptado estreia oficialmente no certame estadual no terceiro dia da 3ª Etapa do Circuito Cearense de Surfe 2021 válido como BRASILEIRO PRO E SURFE ADAPTADO, DA ABRASP

CIRCUITO EM HOMENAGEM À SILVANA LIMA

O terceiro dia do MARESIA Ondas do Futuro, 3ª Etapa do Circuito Cearense de Surfe 2021, foi reservado a apenas três categorias, Longboard, Profissional e Surfe Adaptado.

A primeira categoria a entrar na água foi a Longboard. Com um show de manobras clássicas os artistas dos pranchões iniciaram os trabalhos com todo gás com mais uma grande atuação do surfsta local de Jericoacoara, Antônio Victor. Líder absoluto do certame, com duas vitórias em duas etapas, Vitinho busca agora o título da terceira etapa para se isolar definitivamente na liderança da categoria e ficar a um passo de mais um Título Estadual.

Destaque também para as atuações de Natinho Rodrigues, Marcelo Bibita e José Arteiro. Os três irão compor a grande final junto com o atleta de Jeri, no domingo das finais.

Na sequência foi a vez dos maiores astros da competição entrarem em cena para incendiar a torcida. Com a ausência do líder do Circuito, o potiguar Mateus Sena, que venceu as duas primeiras etapas, apenas os atletas Glauciano Rodrigues, Charlie Brow e Diego Mendes podem assumir a ponta do circuito. E os três fizeram o dever de casa avançando suas baterias. O primeiro foi o local da Praia do Futuro, Glauciano Rodrigues. Aproveitando todo o conhecimento da onda, Glauciano foi pra cima dos adversários e além de vencer a bateria, cravou a maior nota do evento, 9,55. Depois foi a vez do surfista da Praia da Leste-Oeste, Charlie Brow, mostrar todo o seu talento em uma bateria dominada por ele do início ao fim e com direito a high score. Com um pouco mais de dificuldade, Diego Mendes também avançou sua bateria. Agora, os três seguem no domingo, último dia da competição, em busca da vitória, único resultado que pode alçar um dos três á condição de líder do Circuito.

Finalizando o dia tivemos a estreia oficial da categoria Surfe Adaptado no Circuito Cearense de Surfe. Destaque para o surfista do Paracuru, Emercinho, ativista do surfe adaptado que durante anos levantou a bandeira da categoria, que garantiu vaga na final com uma atuação emocionante.

“Após mais de 30 anos de circuito estamos muito felizes em colocar oficialmente a categoria Surfe Adaptado na grade de categorias do Circuito Cearense de Surfe. Foram muitos campeonatos ensaiando esse dia e estamos muito satisfeitos com mais essa conquista do surfe cearense, já que, assim como na Profissional, o Surfe Adaptado vale também como etapa do Circuito Brasileiro da ABRASP”, declarou Amélio Júnior, Presidente da Federação de Surfe do Estado do Ceará.  

DOMINGO DE FINAIS

Com grande expectativa para saber quais serão os nomes dos líderes do Circuito Cearense de Surfe após três etapas, o domingo de finais promete fortes emoções para as 17 categorias em disputa.

TRANSMISSÃO AO VIVO

A competição será finalizada nesse domingo e você pode conferir tudo o que rola no dia mais importante do MARESIA Ondas do Futuro, 3ª Etapa do Circuito Cearense de Surfe 2021, através dos links:

www.maresia.com.br e https://surfbyte.com.br/aovivo/ . Notas, estatísticas, cronograma, ranking atualizado e muito mais informações, além da transmissão de todas as baterias Ao Vivo.

CATEGORIAS

As categorias em disputa na 3ª Etapa do Circuito Cearense de Surfe 2021 são: Sub 08, Sub 10, Sub 12, Sub 14, Sub 16, Sub 18 Masculino, Sub 18 Feminino, Open Masculino (sem limite de idade), Open Feminino (sem limite de idade), Profissional (sem limite de idade), Master (a partir de 35 anos), Kahuna (a partir de 45 anos), Legend (a partir de 55 anos), Longboard Open Masculino (sem limite de idade), Longboard Master (a partir de 35 anos), Longboard Open Feminino (sem limite de idade) e Surf Adaptado Categorias: Open e Cadeirante.

PREMIAÇÃO

A premiação do MARESIA Ondas do Futuro será composta de R$ 10.000 (dez mil reais) em dinheiro, distribuídos entre os 16 melhores atletas da competição, de acordo com o Livro de Regras da Federação de Surfe do Estado do Ceará, na categoria Profissional.

Entre os amadores, incluindo as categorias do Surfe Adaptado, a premiação será composta de 17 Blocos Teccel + 68 Kits MARESIA + 68 Troféus.

CALENDÁRIO DO CIRCUITO CEARENSE DE SURFE 2021

ETAPA 1 - 16 a 19 / Set / Taiba / Sga (CONCLUÍDA)

ETAPA 2 - 22 a 24 / Out / Iguape/ Aquiraz (CONCLUÍDA)

ETAPA 3 -04 a 07 / Nov / PF / Fortaleza (EM ANDAMENTO)

ETAPA 4 -19 a 21 / Nov / Caponga / Cascavel

ETAPA 5 - 03 a 05 / Dez / Ronco do Mar / Paracuru

Maiores Informações.

Top 16 Promoções (85 999868538)

Fed. de Surf do Estado do Ceará (85 988538538)

amelio.junior@uol.com.br

www.maresia.com.br

O MARESIA Ondas do Futuro conta com os Patrocínios de MARESIA, Governo do Estado (SEJUV) e Prefeitura de Fortaleza (SECEL). Apoio: D’Cofibras, Infolink, Revista Beach Show, Consultório do Açaí, Junco Escola de Surfe e ABRASP. Realização: Federação de Surf do Estado do Ceará, Auêra-Auára Produções e Top 16 Promoções.

Sobre o Circuito Cearense de Surfe

Há 32 anos, mais precisamente em 1989, nascia o Circuito Cearense de Surfe, certame que ao longo de três décadas revelou talentos e serviu de base para grandes eventos que trouxeram para o Ceará alguns dos maiores astros do surf brasileiro e mundial.

Muitos atletas que integram ou já integraram o WCT, a Elite do Surfe Mundial, tiveram importante passagem pelo circuito cearense como os potiguares Jadson André e o medalhista de ouro olímpico, Italo Ferreira, que tiveram no Circuito Cearense um importante degrau na conquista do sucesso profissional. Gabriel Medina, Filipe Toledo e Adriano de Souza Mineirinho também estiveram no Ceará em eventos nacionais criados a partir da credibilidade construída ao longo dos anos pelo Circuito Cearense de Surf, tido como um dos mais competitivos do Brasil.

E foi essa reconhecida competitividade que possibilitou o surgimento de grandes nomes do surfe como Fábio Silva (Campeão Mundial ISA), Tita Tavares (Campeã Mundial WQS), Pablo Paulino (Bicampeão Mundial Pro Junior) e, mais recentemente, Silvana Lima, nossa representante olímpica, dentre muitos outros, que contribuíram para colocar o Ceará em um dos lugares de maior destaque no cenário esportivo nacional.

Segundo o Presidente da Federação de Surf do Estado do Ceará, Amélio Júnior, o Circuito Cearense de Surf é o mais antigo certame estadual da modalidade, em todo o território nacional, e que nunca foi interrompido, sendo esta a 33ª edição da competição.

Comentários

Galerias | Mais Galerias