#wqs #competições #surf #wsl 
Gold Coast - Queensland - Austrália

Mineirinho e Jadson vencem suas primeiras baterias na temporada

João Carvalho – WSL South America Media Manager

O campeão mundial Adriano de Souza segue defendendo a lycra amarela de número 1 do Jeep Leaderboard e Jadson André ganhou o duelo brasileiro com Miguel Pupo para também avançar para a terceira fase do Quiksilver Pro Gold Coast na Austrália.

Além de Pupo, o estreante Alex Ribeiro foi eliminado no domingo de mar difícil, com séries inconstantes e ondas mexidas de 3-5 pés em Snapper Rocks. Agora são seis surfistas já garantidos para buscar o tricampeonato do Brasil na etapa de abertura do Samsung Galaxy World Surf League Championship Tour, pois o defensor do título, Filipe Toledo, o campeão de 2014, Gabriel Medina, Italo Ferreira e Wiggolly Dantas, passaram direto para a terceira fase por terem estreado com vitórias na sexta-feira.

O domingo até amanheceu com boas condições, mas logo entrou um vento forte afetando diretamente a qualidade das ondas e a competição chegou a ser paralisada após a terceira bateria do dia. Retornou as 13h00 para realizar até a décima bateria da segunda fase, entre os brasileiros Jadson André e Miguel Pupo. A dos estreantes Caio Ibelli e o australiano Jack Freestone, ficou para abrir a segunda-feira, com a primeira chamada às 7h00 na Austrália, 18h00 do domingo pelo fuso horário de Brasília, ao vivo pelo www.worldsurfleague.com

A primeira rodada eliminatória do Quiksilver Pro Gold Coast foi inaugurada pelo número 1 do mundo. Adriano de Souza fez uma boa escolha de ondas e não desperdiçou as chances que teve para superar o “power surf” do australiano Wade Carmichael. O vencedor da triagem deu trabalho para o tricampeão mundial Mick Fanning na sexta-feira, mas Mineirinho começou bem com nota 7,77 e dominou toda a bateria. O australiano ganhou 6,33 em sua primeira onda e 4,67 na segunda, não conseguindo nada melhor do que isso. Já o campeão mundial ainda achou outra boa onda abrindo a parede para fazer várias manobras e sacramentar a vitória por 15,30 a 11,00 pontos com nota 7,53.

“Eu vim aqui pra Gold Coast cerca de um mês atrás para começar a treinar para este evento e foi muito bom para mim isso”, disse Adriano de Souza. “Eu pude surfar bastante e ver também o Mick (Fanning), o Joel (Parkinson), na água certamente aumentou minha motivação. Estou feliz por ter feito uma boa bateria agora, porque o Wade Carmichael surfou muito bem na sexta-feira contra o Mick e eu sabia que seria um adversário difícil. Espero continuar desta forma na próxima fase”.

Depois de Mineirinho confirmar o favoritismo, a zebra apareceu pela primeira vez no domingo em Snapper Rocks e dois surfistas que estão substituindo contundidos na Gold Coast despacharam duas estrelas da elite da World Surf League. Vice-campeão desta etapa na final contra Filipe Toledo no ano passado, o australiano Julian Wilson foi batido por 13,10 a 11,87 pontos pelo havaiano Sebastian Zietz. E na disputa seguinte, o australiano Stu Kennedy massacrou uma onda com várias manobras para tirar a maior nota do dia – 9,50 – e derrotar o onze vezes campeão mundial Kelly Slater por 15,73 a 13,10 pontos.

“Eu estou neste evento como substituto e é meio estranho substituir o Bede (Durbidge), porque ele é muito bom”, disse Stu Kennedy. “Eu vou ter que enfrentar todos os principais cabeças de chave em cada evento que eu entrar, então só preciso surfar o meu melhor possível se quiser avançar de fase. Eu estou empolgado e só quero ouvir alguma música bem pesada antes e mentalizar um bom plano de jogo pra enfrentar as feras que virão pela frente”.

Após esta terceira bateria, a comissão técnica decidiu paralisar a competição para esperar a mudança da maré, pois as séries já estavam demorando muito para entrar em Snapper Rocks. No entanto, a zebra não saiu da praia e dois novatos conseguiram suas primeiras vitórias no Samsung Galaxy WSL Championship Tour, derrubando mais dois tops da elite. O australiano Ryan Callinan fez o maior placar do dia – 15,74 – contra o sul-africano Jordy Smith e o norte-americano Conner Coffin despachou o veterano Kai Otton por uma pequena diferença de 13,33 a 13,16 pontos.

Uma das novidades da “seleção brasileira”, Alex Ribeiro, também surfou bem contra o experiente Adrian Buchan e chegou a liderar boa parte da bateria. Mas, o australiano conseguiu achar duas boas ondas para tirar notas 8,17 e 7,20 e vencer por 15,37 a 13,47 pontos. Já o havaiano John John Florence e o australiano Josh Kerr confirmaram a condição de cabeça de chave contra seus adversários, mas outro top foi barrado por um novato, o havaiano Keanu Asing pelo norte-americano Kanoa Igarashi, o mais jovem integrante do grupo dos melhores surfistas do mundo com apenas 18 anos de idade.

Esse confronto antecedeu ao duelo brasileiro que fechou o domingo na Austrália. Jadson André e Miguel Pupo já haviam se enfrentado em baterias do CT seis vezes e cada um tinha três vitórias. Uma delas aconteceu nas mesmas ondas de Snapper Rocks no ano passado e na mesma segunda fase, com Pupo vencendo e só parando nas semifinais. Mas Jadson vingou a derrota agora no tira-teima, somando duas notas na casa dos 5 pontos na bateria mais fraca de ondas do dia, encerrada com um baixo placar de 11,43 a 9,07 pontos.

TERCEIRA FASE – Com os resultados do domingo, já foram formadas a maioria das baterias da terceira fase. A segunda rodada eliminatória do ano vai começar com o defensor do título de campeão do Quiksilver Pro Gold Coast, Filipe Toledo, enfrentando uma das novidades da Austrália na elite dos top-34 esse ano, Ryan Callinan. Outro confronto Brasil x Austrália acontece na segunda bateria, entre Joel Parkinson e Jadson André. Na terceira entra o outro potiguar da “seleção brasileira”, Italo Ferreira, contra mais um estreante, Conner Coffin, dos Estados Unidos.

Depois tem o campeão mundial Adriano de Souza voltando a enfrentar na sexta bateria ao surfista que o derrotou em sua estreia na sexta-feira, o australiano Michael Wright. Os outros dois brasileiros estão na chave de baixo, que vai apontar o segundo finalista do Quiksilver Pro Gold Coast. O ainda recordista de pontos do campeonato, Wiggolly Dantas, está na oitava bateria com o algoz de Alex Ribeiro, Adrian Buchan. E Gabriel Medina, campeão desta etapa em 2014 quando faturou o título mundial, vai fechar a terceira fase com o australiano Stu Kennedy.

O Quiksilver Pro Gold Coast está sendo realizado junto com a etapa de abertura do Samsung Galaxy WSL Women´s Tour, o Roxy Pro Pro Gold Coast. A primeira chamada da segunda-feira para as duas competições foi marcada para as 7h00 na Austrália, 18h00 do domingo pelo fuso horário de Brasília, com transmissão ao vivo pelo www.worldsurfleague.com

 

SEGUNDA FASE DO QUIKSILVER PRO GOLD COAST:

 

—-Vitória=Terceira Fase e Derrota=25.o lugar com 500 pontos e US$ 9.000 de prêmio:

1.a: Adriano de Souza (BRA) 15.30 x 11.00 Wade Carmichael (AUS)

2.a: Sebastian Zietz (HAV) 13.10 x 11.87 Julian Wilson (AUS)

3.a: Stu Kennedy (AUS) 15.73 x 13.10 Kelly Slater (EUA)

4.a: Josh Kerr (AUS) 13.50 x 10.83 Adam Melling (AUS)

5.a: Ryan Callinan (AUS) 15.74 x 12.00 Jordy Smith (AFR)

6.a: John John Florence (HAV) 14.36 x 12.66 Davey Cathels (AUS)

7.a: Conner Coffin (EUA) 13.33 x 13.16 Kai Otton (AUS)

8.a: Adrian Buchan (AUS) 15.37 x 13.47 Alex Ribeiro (BRA)

9.a: Kanoa Igarashi (EUA) 12.27 x 12.26 Keanu Asing (HAV)

10: Jadson André (BRA) 11.43 x 9.07 Miguel Pupo (BRA)

——-ficaram para abrir a segunda-feira:

11: Caio Ibelli (BRA) x Jack Freestone (AUS)

12: Matt Banting (AUS) x Kolohe Andino (EUA)

TERCEIRA FASE – baterias já formadas pelos resultados do domingo:

—-Vitória=Quarta Fase e Derrota=13.o lugar com 1.750 pontos e US$ 10.500 de prêmio:

1.a: Filipe Toledo (BRA) x Ryan Callinan (AUS)

2.a: Joel Parkinson (AUS) x Jadson André (BRA)

3.a: Italo Ferreira (BRA) x Conner Coffin (EUA)

4.a: Josh Kerr (AUS) x

5.a: Taj Burrow (AUS) x Matt Wilkinson (AUS)

6.a: Adriano de Souza (BRA) x Michael Wright (AUS)

7.a: Mick Fanning (AUS) x Sebastian Zietz (HAV)

8.a: Wiggolly Dantas (BRA) x Adrian Buchan (AUS)

9.a: Nat Young (EUA) x

10: Jeremy Flores (FRA) x Kanoa Igarashi (EUA)

11: John John Florence (HAV) x Michel Bourez (TAH)

12: Gabriel Medina (BRA) x Stu Kennedy (AUS)

QUARTAS DE FINAL DO ROXY PRO GOLD COAST:

1.a: Tyler Wright (AUS) x vencedora da 1.a bateria da Quarta Fase

2.a: Carissa Moore (HAV) x vencedora da 2.a bateria da Quarta Fase

3.a: Courtney Conlogue (EUA) x vencedora da 3.a bateria da Quarta Fase

4.a: Tatiana Weston-Webb (HAV) x vencedora da 4.a bateria da Quarta Fase

QUARTA FASE – Vitória=Quartas de Final / Derrota=9.o lugar com 3.300 pontos:

1.a: Stephanie Gilmore (AUS) x Nikki Van Dijk (AUS)

2.a: Malia Manuel (HAV) x Bronte Macaulay (AUS)

3.a: Sage Erickson (EUA) x Keely Andrew (AUS)

4.a: Bianca Buitendag (AFR) x Johanne Defay (FRA)

Comentários

Galerias | Mais Galerias