#big surf #ondas grandes #livro #surf 
Recife - Pernambuco - Brasil

Pioneiro nas ondas gigantes, pernambucano Carlos Burle lança biografia no Recife

Marcelo Sá Barreto

"Carlos Burle: Profissão Surfista" conta história do surfista que alcançou estrelato no esporte por encarar condições extremas; sessão de autógrafo acontece às 19h, no Shopping Tacaruna, na Livraria Leitura, nesta sexta.

Parece uma história sem pé nem cabeça, um pernambucano aprender a surfar nas micro-ondas de Piedade, na Zona Sul do Recife, e se transformar num dos maiores ícones mundiais pela desenvoltura em ondas gigantes. Tinha tudo para ser um “causo” nordestino, um conto de Chicó, personagem mítico do Alto da Compadecida, com suas invencionices sertanejas. Foi nada. Carlos Burle rompeu barreiras, preconceitos e desafios esportivos nos últimos anos. Aliou-se ao medo e misturou profissionalismo com talento para desbravar - e desafiar - condições até então inimagináveis em mares bravios. Tudo para realizar um sonho: viver do surfe com dignidade.

Os caminhos são tortuosos para quem almeja algo com dose extra de paixão. Querer mais e mais fez Carlos Burle deixar o Recife, no final da década de 1980, e fixar residência no Rio de Janeiro. No então centro nervoso do esporte, o pernambucano traçou uma trajetória. E a seguiu calculadamente. Eram tempos de circuito mundial, quando as experiências vividas no Havaí, temporada após temporada, falaram mais alto. Da decisão de viver em busca das superondas até os tempos atuais, contribuiu de forma efetiva com a modalidade.

Burle sagrou-se bicampeão mundial como surfista de ondas gigantes. E há 20 anos coleciona feitos incríveis. Basta os sites apontarem o dia, a hora e o local do próximo swell (ondulação) aterrorizante – com o perdão dos adjetivos, mas o assunto pede -, seja no Havaí, em Portugal, na Califórnia, no Chile ou no Peru, ele arruma as malas e parte para mais uma aventura. Some aí a tantos predicados um crucial nesta nova etapa de vida: o talento de se reinventar. Aos 50 anos, cada vez menos presente no circuito mundial como competidor, tem sido o mentor de jovens que alimentam o mesmo sonho. Aquele de desbravar o desconhecido, encarar os medos e curtir, num misto de sadismo e paixão sem limite, a adrenalina ser despejada no corpo. 

Tantas as experiências, tantos os caminhos, tamanho empreendedorismo se fizeram presente, que a materialização de um livro era questão de tempo. Nem é mais. Carlos Burle: Profissão Surfista – escrito pelo jornalista carioca André Viana - tem lançamento marcado no Recife, nesta sexta-feira, às 19h, no Shopping Tacaruna, na Livraria Leitura. Nele, o pernambucano passa a limpo as alegrias e as tristezas de se viver de um planejamento com métrica perfeita - ou quase. Não à toa, uma frase é estampada nas peças publicitárias relativas ao primeiro volume: “Preciso encarar esses desafios a cada minuto da minha vida da forma mais sincera e inteligente possível”, diz. Nada mais Burle. Palavras e DNA, totalmente misturados.

 

Comentários

Galerias | Mais Galerias