#organização #política 
Fortaleza - Ceará - Brasil

Reconstruir sem Destruir essa é a proposta do movimento

Comunicando surf

Uma das praias mais famosas da capital cearense reuniu neste sábado, 03, a nata do surf em nosso estado com a missão de reivindicar a construção irresponsável que é o aterro da onda da Ponte Metálica.

Há alguns anos o litoral oeste vem sofrendo com o impacto provocado por obras realizadas no litoral leste. Quem garante que esta não será outra ação que agravará mais ainda esta situação nas praias a oeste da capital?

O Icaraí em Caucaia que teve parte de sua orla destruída com o avanço do mar é o maior exemplo de que toda ação gera uma reação.

Sem falar no desequilíbrio ambiental que essa obra pode causar, como o assassinato de toda vida marinha que há anos habita nos corais do Havaizinho, pico que está na reta do aterro. São várias as espécies de peixe que ali se alimentam e se reproduzem.

Bom, e as consequências do desequilíbrio ambiental são bem conhecidas, podemos citar como exemplo os frequentes ataques de tubarões na costa pernambucana. E aqui mesmo em nosso litoral tem sido notada por vários surfistas a presença destes animais que ainda não atacaram, mas se destruirmos essa cadeia alimentar estaremos sujeitos a sofrer com mais esse problema.

E as ondas que recebem todos os dias vários garotos que fogem da vida ociosa em busca de uma realização pessoal, seja simplesmente para praticar um esporte e elevar a sua qualidade de vida ou em busca de se profissionalizar como um surfista, pois o surf hoje em dia é um esporte que oferece totais condições, e além de formar campeões dentro e fora d´água é responsável pelo resgate de vários jovens que vivem no mundo das drogas, um problema que assola várias capitais brasileiras.

A frente da manifestação estava Marcelo Bibita lendário surfista local da Ponte Metálica e hoje morador da praia do Icaraí. Bibita, como é conhecido, carrega grande carisma da comunidade do surf. Aderiram a manifestação e uniram forças em prol da campanha SOS Ponte Metálica empresários, simpatizantes do esporte, moradores, frequentadores, turistas ou simplesmente apreciadores do visual que a ponte oferece. Já por parte dos responsáveis pela obra nenhuma autoridade esteve presente para dar maiores detalhes sobre o projeto, mas vale lembrar que também esteve por lá boa parte da mídia de nosso estado, o que com certeza fortalecerá muito esta ação que é o SOS Ponte.

Comentários

Galerias | Mais Galerias